fbpx

Granada o que fazer, onde comer e se hospedarr

Abril de 2020

Nesse post, vamos falar sobre o que fazer em Granada, onde se hospedar e comer.

Estive visitando essa cidade no ano passado e a Alhambra simplesmente me fascinou.

A cidade toda tem uma ótima estrutura, as teterías marroquinas são uma atração a parte com toda a experiência que seus ambientes e receitas típicas proporcionam e por isso – e também por outros motivos que você poderá conferir nesse post -, é uma cidade que certamente eu recomendo conhecer.

O calor no verão é bem intenso, então, se preferir visitar a cidade nessa época, assim como eu fiz, se prepare com roupas leves, calçados confortáveis e muita água.

Curiosidade

Os Reis Católicos da Espanha escolheram a cidade de Granada para serem enterrados.

Na Capela Real da Catedral de Granada estão os restos mortais dos Reis Isabel I de Castilla e Fernando II de Aragón, bem como o sarcófago do infante Miguel de la Paz de Portugal, que era neto dos reis.

Atrações imperdíveis - o que fazer em Granada

o que fazer em Granada
Granada vista da Alhambra. Foto: Ellen

Catedral de Granada

Também chamada de Santa Igreja Metropolitana da Encarnação, foi encomendada em estilo gótico pela rainha Isabel em 1506, inspirada na Catedral de Toledo, mas sua construção só terminou em 1704.

Seu tamanho impressiona pela grandiosidade e sua arquitetura é embelezada por uma mistura de estilos: barroco, renascentista e gótico.

Conheça também as capelas da catedral: a Capela da Virgem de Pilar, a Capela de Nossa Senhora de Carmen, a Capela de Nossa Senhora das Angústias, a Capela da Nossa Senhora a Antiga, a Capela de Santa Lúcia, a Capela do Cristo das Penas, a Capela de Santa Teresa, a Capela de San Blás, a Capela de San Cecílio, a Capela de San Sebastián, a Capela da Santa Ana, a Capela da Santíssima Trindade, a Capela de São Miguel e, a mais importante, a Capela Real, onde estão enterrados os Reis Católicos.

Palacio de los Olvidados

Situado em uma antiga casa do século XVI, mas aberto em 2014, está o museu dedicado a manter vivo o legado judeu.

Nele há sete salas repletas de relíquias que foram angariadas por toda a Espanha.

Dica: do seu terraço é possível ter uma vista magnífica da Alhambra.

Alhambra

Eu arrisco dizer que é impossível visita-la e não se apaixonar. O lugar é imenso e surpreende a cada passo com seu palácio/forte, sua bela arquitetura medieval e magníficos jardins.

O local é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade.

Ao explora-la, organização é tudo, já que o lugar é imenso.

Então, sugiro que você divida seu roteiro em 3 partes, assim como fizemos na nossa visita:

  • comece pela Alcazaba e edifícios cristãos. Observe os baluartes e torres nas ruínas da Alcazaba, com destaque para a Torre de la Vela (Sentinela) e sua escadaria estreita.
  • Em seguida, vá aos Palacios Nazaríes (Palácio de Carlos V). No seu interior está o Museo de la Alhambra e o Museo de Bellas Artes. Dedique um tempo também para apreciar os detalhes da bela arquitetura do Patio de Arraynes e sua piscina cercada de murtas, do Salón de Comares, que representa os sete céus em um minucioso trabalho feito com 8 mil peças de cedro, do Patio de los Leones com sua fonte cercada de 12 leões de mármore, da Sala de Dos Hermanas com suas 5 mil células minúsculas e do Palacio del Partal com seu espelho d´água e um jardim-terraço.
  • Termine o dia passeando pelos pátios, piscinas, fontes e apreciando a bela paisagem de árvores e flores no Generalife.

Desse modo, conseguimos conhecer a Alhambra em meio período. Lembrando que estávamos acompanhados de uma criança de um ano, ou seja, até poderia ter sido mais rápido.

o que fazer em Granada
Alhambra. Foto: Ellen

Onde comer

Granada é uma cidade com muitas opções, desde redes de fast food até restaurantes requintados.

Portanto, o visitante não encontra dificuldade para agradar o paladar e/ou o bolso.

Recomendo especialmente que ao final da tarde você conheça uma tetería. Estive na Dar Ziryab e gostei muito da experiência, do ambiente marroquino com música típica, especialmente dos chás.

O sabor é indescritível, não tem muito a ver com os chás que conhecemos e o sabor é bem marcado. Como nessa tetería há uma variedade de 40 tipos de chás, facilmente se encontra um que agrade.

Além da variedade de chás, há acompanhamentos doces e milk shakes. Mas, honestamente, não gostei muito dos doces que provamos…

Hospedagem

Na ocasião, nos hospedamos no hotel Occidental Granada e foi uma ótima experiência: excelente atendimento, um ótimo café da manhã, estacionamento coberto (perfeito para o calor da Andaluzia), quarto limpo, silencioso e confortável.

Sua localização não é tão próxima da Alhambra (principal atração), mas a distância é bem confortável pra ser percorrida a pé.

Fizemos o seguinte trajeto a pé em um dia: saímos do hotel, fomos à Alhambra, encerramos o dia na tetería e retornamos ao hotel.

E, ainda, não tivemos dificuldades com o carrinho de bebê, o que demonstra que as ruas são ótimas para caminhar.

Conclusão

Granada foi uma cidade que me surpreendeu, especialmente a Alhambra que eu imaginava ser um local sobrevalorizado e, na verdade, não era. De fato, é um lugar imperdível mesmo.

Mesmo que o viajante só tenha tempo pra conhecer a Alhambra, só por ela já vale a pena incluir Granada no roteiro.

Ah! Se quiser saber mais sobre a Espanha, leia nossos posts para elaborar um roteiro bem caprichado, especialmente sobre a cidade de Málaga, que fica a 1h30 de distância de Granada.

Assim sendo, deixe nos comentários se você já conhece essa bela cidade ou se gostaria de conhece-la depois de ler esse post.

Foz do Iguaçu o que fazer

mas

Foz do Iguaçu o que fazer

no entanto

Foz do Iguaçu o que fazer

todavia

Gostou deste post? Compartilhe.

Facebook
Pinterest
WhatsApp
Imprimir
Telegram
E-mail

* Temos orgulho de só publicar artigos baseados em viagens que a autora realmente fez, então, se ler algo por aqui, pode confiar.

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais da autora.

Posts relacionados

Logo, podemos ver que esse post foi escrito do mesmo modo que os demais. Entretanto, com originalidade, assim como as fotos são inéditas. Portanto, contudo, todavia, não é visto que isso é assim. Em outras palavras, as fotos não são divulgadas. Da mesma maneira, sim. Contudo, também. Surpreendentemente, sim. Inegavelmente também. Analogamente, assim. Anteriormente, também. Decerto, sabemos. Eventualmente, será. Outrossim, talvez. Precipuamente, quem sabe. Salvo que seja diferente. Primordialmente também. A menos que não reconheça. Antes que chova. Ao propósito de concluir. Com efeito, será. De acordo com isso. De tal sorte que teremos alguém. Em contraste com aquilo. Seja como for, todos. Em princípio será assim. Além disso, irei. Em resumo também. Por outro lado falarei. Em terceiro lugar, jamais. Agora sabemos. Nesse hiato funciona. Pelo contrário. Nesse ínterim também. Por analogia dará certo. Nesse meio tempo acontecerá. Por conseguinte todos. Sob o mesmo ponto de vista será ótimo. Tanto quanto você. Se bem que eu faço. Uma vez que saímos. Visto que falamos. Ora pra cá ora pra lá. quer andando quer fazendo. Ou isso ou aquilo. Finalmente podemos. Provavelmente faremos. Afinal, é possível. Aliás, que bom. Conforme fizemos. Conquanto amamos. Sobretudo vocês. Enfim, podemos. Para que se faça. Por certo falaremos. Enquanto não se sabe. Eventualmente dará certo. Em conclusão sim.