fbpx

Escolhas que desperdiçam o dinheiro do viajante

Maio de 2020

Nesse post vamos falar sobre as escolhas que desperdiçam o dinheiro do viajante.

Sabemos que viajar barato, ou seja, conseguir uma boa promoção de passagens aéreas ou de hospedagem até que não é tão difícil.

O grande problema é não ter o dinheiro desperdiçado um pouco de cada vez em algumas escolhas que fazemos e que ao final podem gerar um rombo no orçamento da viagem ou, ainda, nos privar de desfrutar de experiências melhores (algumas atrações, algum jantar típico etc.).

Mas, a boa notícia é que existem algumas alternativas possíveis para prevenir esses gargalos.

Assim sendo, logo abaixo estão listadas as principais escolhas que devemos observar, assim como, sugestões do que podemos fazer.

1- Data das atrações

Sempre que possível, encaixar o roteiro de modo que as atrações sejam programadas para os dias em que a entrada é gratuita.

Por exemplo, quando estivemos visitando Toledo, soubemos que aos domingos a entrada no Alcázar era gratuita. Considerando que o preço do ingresso era de 5 euros, eu e meu marido economizamos 10 euros.

2- Onde comer

A grande dica é: pesquisar antecipadamente e evitar locais voltados para turistas.

Quando pesquisamos possíveis restaurantes e cafeterias antes da viagem, fica mais fácil analisar quais são as melhores opções sem a pressão do tempo, da sensação de fome ou da ansiedade pra decidir logo.

Sem contar que fica mais fácil encontrar locais menos badalados pelos turistas, os quais tendem a ter preços mais justos e até mesmo uma experiência mais autêntica.

Mas, observe que isso não significa que você precise engessar o seu roteiro.

Só pra ilustrar, nós costumamos pesquisar 2 ou 3 opções e levamos com a gente pra que durante a viagem possamos ter a tranquilidade de escolher entre: encontrar um local espontaneamente ou recorrer aquelas 2 ou 3 opções mais seguras.

3- Saber a melhor combinação entre transportes

Com relação aos meios de transporte é importante saber que hoje existem ferramentas que nos auxiliam a encontrar a alternativa de melhor custo-benefício. O site do Eighty Days, por exemplo, é uma dessas ferramentas. Para conhecê-lo melhor, leia esse post.

Além disso, existem cidades que oferecem transporte de graça entre regiões comerciais, o que pode representar uma grande economia. Então, vale a pena pesquisar se esse serviço está disponível no seu destino.

Por fim, alugar um carro pode ser uma opção que traz economia pra viagem e isso é potencializado com cupons de descontos encontrados em blogs parceiros. 

O cliente não paga nada a mais por reservar dentro do blog e ainda ganha um desconto. No nosso blog isso acontece com seguros viagens, chips para celular e aluguéis de carro (os descontos podem variar de acordo com a disponibilidade).

4- Não consumir itens do frigobar do hotel

Esses itens tendem a sair de 3 a 5 vezes mais caro, portanto, dê preferência para comprar água e lanchinhos no supermercado da cidade.

Outro ponto positivo dessa decisão, em caso de viagens internacionais, é descobrir outros sabores, conhecer marcas ou produtos que não vendem aqui no Brasil.

Nós sempre vamos à seção de doces, por exemplo, para conhecer os chocolates, doces típicos do cotidiano e sobremesas que as pessoas consomem naquele país e isso acaba sendo uma experiência gastronômica e cultural muito interessante.

4- Compras

Quando pretendemos fazer compras no destino, vale lembrar que as marcas podem variar de preço e até mesmo uma simples comprinha pode se tornar uma das escolhas que mais desperdiçam o dinheiro do viajante.

Por exemplo, encontrei roupas da Lacoste mais baratas na Itália do que nos EUA. Isso pode acontecer porque o país de origem da marca é a Itália.

Da mesma forma, roupas da Tommy Hilfiger costumam ser comercializadas com melhor preço nos EUA do que na Europa.

4- Contratar guia/pacote do início ao fim da viagem

Muitas vezes, quando contratamos o pacote, temos aqueles dias livres, onde o guia não fica conosco ou ainda aqueles passeios que não fazíamos questão, mas acabamos realizando porque fazem parte do pacote contratado etc.

Tudo isso representa um custo que pode ser reduzido caso se contrate apenas os passeios preferidos, bem como, se pague apenas pelos dias em que se deseja a companhia de um guia.

Os serviços da Get Your Guide ajudam muito nessa pesquisa e tornam a contratação mais segura. Pesquise aqui no blog, ao ler sobre algum destino, e ganhe tempo.

Sem dúvida, essa é a melhor maneira pra lidar com uma das escolhas que mais desperdiçam o dinheiro do viajante.

Em conclusão

Existem várias situações que podem ser planejadas de uma forma melhor para evitar gastos desnecessários e esses foram apenas alguns exemplos.

Mas, espero que este post tenha sido útil pra trazer algumas dicas que contribuam com o custo-benefício da sua próxima viagem.

Deixe nos comentários quais estratégias você também utiliza para prevenir-se dessas escolhas que desperdiçam o dinheiro do viajante. Vamos curtir muito saber.

Gostou deste post? Compartilhe.

Facebook
Pinterest
WhatsApp
Imprimir
Telegram
E-mail

São coisas que detonam suas viagens.

Sem dúvida, 4 coisas que detonam suas viagens.

* Temos orgulho de só publicar artigos baseados em viagens que a autora realmente fez, então, se ler algo por aqui, pode confiar.

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais da autora.

Posts relacionados

Logo, podemos ver que esse post foi escrito do mesmo modo que os demais. Entretanto, com originalidade, assim como as fotos são inéditas. Portanto, contudo, todavia, não é visto que isso é assim. Em outras palavras, as fotos não são divulgadas. Da mesma maneira, sim. Contudo, também. Surpreendentemente, sim. Inegavelmente também. Analogamente, assim. Anteriormente, também. Decerto, sabemos. Eventualmente, será. Outrossim, talvez. Precipuamente, quem sabe. Salvo que seja diferente. Primordialmente também. A menos que não reconheça. Antes que chova. Ao propósito de concluir. Com efeito, será. De acordo com isso. De tal sorte que teremos alguém. Em contraste com aquilo. Seja como for, todos. Em princípio será assim. Além disso, irei. Em resumo também. Por outro lado falarei. Em terceiro lugar, jamais. Agora sabemos. Nesse hiato funciona. Pelo contrário. Nesse ínterim também. Por analogia dará certo. Nesse meio tempo acontecerá. Por conseguinte todos. Sob o mesmo ponto de vista será ótimo. Tanto quanto você. Se bem que eu faço. Uma vez que saímos. Visto que falamos. Ora pra cá ora pra lá. quer andando quer fazendo. Ou isso ou aquilo. Finalmente podemos. Provavelmente faremos. Afinal, é possível. Aliás, que bom. Conforme fizemos. Conquanto amamos. Sobretudo vocês. Enfim, podemos. Para que se faça. Por certo falaremos. Enquanto não se sabe. Eventualmente dará certo. Em conclusão sim.