fbpx

6 dicas para encontrar o melhor pacote de viagens

Fevereiro de 2020

Quando estamos planejando uma viagem e começamos a pesquisar alguns pacotes, encontramos tantas opções de roteiros, datas e preços que fica muito difícil saber se de fato achamos aquele que oferece o melhor custo-benefício. Então, para te ajudar nesse objetivo, listei 6 dicas para encontrar o melhor pacote de viagens.

Conforme eu escrevo aqui, sempre observo esses 6 pontos antes de decidir qual pacote comprar e por isso essa tarefa tem sido mais fácil, segura e rápida.

Vamos lá? Siga pelos links abaixo ou direto pelo texto.

Conferindo se o vendedor é confiável

A primeira das 6 dicas para encontrar o melhor pacote de viagens fala de uma coisa muito importante: confiança.

Pra não cair em roubadas, você pode consultar o site www.cadastur.turismo.gov.br antes de eleger a agência onde comprará seu próximo pacote de viagens.

Além disso, é sempre bom lembrar de consultar a opinião dos viajantes em sites como o Reclame Aqui, TripAdvisor e, claro, nas redes sociais.

Reduzindo custos desnecessários

Dê preferência para pacotes que iniciem e terminem na mesma cidade, pois esse geralmente é um fator que contribui para economizar na compra das passagens aéreas.

Na última viagem, fizemos um circuito passando por Portugal e Espanha e, por causa dessa dica, optamos por começar e terminar em Porto. Resultado: o preço da passagem aérea foi muito mais baixo e a dica compensou.

Obviamente, essa não é uma regra absoluta. Então, sempre pesquise e compare os preços, pois eles podem variar de caso a caso.

Escolhendo um circuito

Caso você esteja procurando por um circuito, observe primeiramente as distâncias entre as cidades do roteiro.

Se elas forem muito grandes, como no exemplo do mapa abaixo (de Madri a Paris), você corre o risco de passar mais tempo na estrada do que realmente conhecendo as cidades.

Então, dê preferência a opções que percorram distâncias menores e aproveite melhor os dias da sua viagem.

Entendendo o city tour

Das 6 dicas para encontrar o melhor pacote de viagens, essa é bem relevante e muita gente não se atenta.

Geralmente, os pacotes incluem um city tour, isto é, um passeio pelos principais pontos turísticos da cidade.

Assim sendo, ao pesquisar um pacote, se encontrar o serviço city tour descrito, fique atento a expressões como “city tour panorâmico” porque, às vezes, isso pode significar que você conhecerá a cidade apenas de dentro do ônibus.

Então, a dica é se informar sobre isso com seu agente de viagens antes de contratar o pacote. Peça para ele descrever como será feito o city tour, se haverá paradas para que se possa conhecer de fato o ponto turístico, fotografá-lo mais de perto, explora-lo etc.

Afinal, quem viaja quer realmente experienciar o local visitado, ou seja, estar lá presencialmente, e não ficar restrito a conhecer tudo pela janela e à distância.

Caso você prefira deixar de lado o city tour oferecido, pode fazer um passeio que seja a sua cara e de modo exclusivo alugando um carro

Logo abaixo você vai encontrar o buscador da melhor locadora, que eu sempre utilizo nas minhas viagens.

Localizando os hotéis

Antes de fechar seu pacote, solicite ao agente de viagens os endereços dos hotéis e verifique na web (você pode usar o Google Maps, por exemplo).

Assim, você não corre o risco de se hospedar em um local que não gostaria, seja pelo motivo da localização ou até mesmo pelo estilo do hotel.

Só para ilustrar, fizemos essa foto abaixo em Córdoba, saindo do hotel Eurostars Conquistador onde nos hospedamos. Melhor localização impossível: em frente à Mesquita Catedral de Córdoba, uma das mais importantes construções islâmicas do ocidente, atração imperdível da cidade e ainda pagando um preço justo.

Mas, isso só foi possível porque pesquisamos bem a melhor localização em virtude do nosso roteiro nessa cidade.

Assim sendo, essa é uma das 6 dicas para encontrar o melhor pacote de viagens que sempre aplicamos, seja viajando por conta ou contratando alguma agência.

Por falar em viajar por conta, temos um post completo sobre o assunto aqui no blog.

6 dicas para encontrar o melhor pacote

Analisando o custo total

Para não ter surpresas e saber se o preço do pacote é justo, comece analisando o que está incluso e se faça as seguintes perguntas:

– Quanto fica o valor da mesma passagem se eu compra-la no site da companhia aérea?

– Qual o valor das diárias dos hotéis inclusos no pacote se eu reserva-las diretamente no site do hotel?

– O pacote oferece translados? Pesquisando para contratar por conta, consigo encontrar um preço com melhor custo-benefício?

– Quais passeios estão inclusos e qual é o valor de cada um se eu contratar só os passeios ou se eu fizer de forma independente?

Analisando assim, fica mais fácil descobrir se vale a pena adquirir cada item separadamente ou contratar a viagem completa com a agência.

Já vivi situações opostas, por exemplo: Para o Chile valeu mais a pena contratar o pacote fechado e para a Califórnia foi muito mais barato pesquisar e adquirir tudo por conta própria.

Se quiser saber mais sobre como planejar um roteiro de viagem completo leia esse post.

No entanto, se quiser economizar ainda mais existe uma alternativa…

Atualmente, existem modelos de hospedagem gratuita que diferem pra melhor daquelas mais comuns: dormir no sofá, ser babá das crianças da família, oferecer a própria casa em troca da hospedagem etc.

Esses modelos exigem menos esforços e ainda contribuem para a sustentabilidade, uma vez que se baseiam na economia colaborativa. Desse modo, é possível zelar pela casa e pelos animais de estimação de alguém em troca de hospedagem e, assim, usufruir da casa todinha sem a presença dos donos.

Se quiser entender melhor o assunto e saber onde conseguir uma hospedagem gratuita, leia esse post.

Em conclusão

Comprar um pacote pronto, elaborar um roteiro do zero pra viajar por conta ou se hospedar de graça são opções perfeitamente viáveis. Você só precisa saber qual delas atende melhor o seu perfil antes de decidir.

Seja como for, vimos que em qualquer uma delas é preciso tomar alguns cuidados e se precaver para evitar ciladas.

Espero que esse post tenha te ajudado, seja pelas dicas ou pela reflexão sobre o melhor estilo de viagem pra você.

Então, deixe nos comentários se já passou por alguma experiência assim. Vamos curtir muito saber.

Gostou deste post? Compartilhe.

Facebook
Pinterest
WhatsApp
Imprimir
Telegram
E-mail

* Temos orgulho de só publicar artigos baseados em viagens que a autora realmente fez, então, se ler algo por aqui, pode confiar.

** Este artigo não recebeu nenhuma espécie de patrocínio e reflete as opiniões pessoais da autora.

Posts relacionados

Logo, podemos ver que esse post foi escrito do mesmo modo que os demais. Entretanto, com originalidade, assim como as fotos são inéditas. Portanto, contudo, todavia, não é visto que isso é assim. Em outras palavras, as fotos não são divulgadas. Da mesma maneira, sim. Contudo, também. Surpreendentemente, sim. Inegavelmente também. Analogamente, assim. Anteriormente, também. Decerto, sabemos. Eventualmente, será. Outrossim, talvez. Precipuamente, quem sabe. Salvo que seja diferente. Primordialmente também. A menos que não reconheça. Antes que chova. Ao propósito de concluir. Com efeito, será. De acordo com isso. De tal sorte que teremos alguém. Em contraste com aquilo. Seja como for, todos. Em princípio será assim. Além disso, irei. Em resumo também. Por outro lado falarei. Em terceiro lugar, jamais. Agora sabemos. Nesse hiato funciona. Pelo contrário. Nesse ínterim também. Por analogia dará certo. Nesse meio tempo acontecerá. Por conseguinte todos. Sob o mesmo ponto de vista será ótimo. Tanto quanto você. Se bem que eu faço. Uma vez que saímos. Visto que falamos. Ora pra cá ora pra lá. quer andando quer fazendo. Ou isso ou aquilo. Finalmente podemos. Provavelmente faremos. Afinal, é possível. Aliás, que bom. Conforme fizemos. Conquanto amamos. Sobretudo vocês. Enfim, podemos. Para que se faça. Por certo falaremos. Enquanto não se sabe. Eventualmente dará certo. Em conclusão sim.